Clarice Lispector

Imagem retirada do Wikipedia Brasil.
Imagem retirada do Wikipedia Brasil.

Fiquei boba comigo mesma por ter ignorado durante tanto tempo uma autora tão fantástica, quanto Clarice Lispector. Não li nada dela nem mesmo na época de escola e não sem bem o motivo disso. Eu a descobri depois de ver o vídeo de uma blogueira literária falando sobre ” A paixão segundo G.H”. E eu me apaixonei pela escrita  de Clarice, porque se nota o amor pela escrita.

O jeito que a Clarice escrevia tinha  uma força que só vi na autora de ”O Morro dos Ventos Uivantes”, é algo visceral e como a própria Clarice chegou a dizer: É algo que não tem nome. Li ” A paixão segundo G.H”  e encontrei nele uma protagonista (G.H é uma mulher) que tenta descobrir a si mesma ao descobrir o outro. ” A paixão segundo G.H” aborda questões muito interessantes com a relação entre os seres humanos e Deus,embora não seja um livro que fale sobre religião, mas tem uma grande epifania. Comprei mês passado  ” A legião estrangeira” um coletânea de contos que são sensacionais.  Gostei muito dos contos ” Os desastres de Sófia” ”Macacos” e ” Viagem a Petrópolis”.

Li em algum lugar, creio que foi na apresentação de ” A paixão segundo G.H”, que Clarice Lispector é considerada a melhor escritora judia desda Kafka. Fico muito feliz de ter descoberto essa autora mesmo agora na vida adulta. Não sei se ela é a melhor autora judia, mas pra mim é uma das grandes autoras do Brasil, junto com Machado de Assis.

Creio que em breve falarei sobre outros livros dela aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s